A Invasão!

Publicado: novembro 15, 2010 por slyfer052 em Contos
Tags:,

 

                Uma nave espacial sobrevoou minha cidade. Todos saíram para ver aquilo! Era a primeira vez que víamos uma nave espacial! Era enorme, redonda, cinza com detalhes azuis escuros, com vários feixes de luz saindo pelas suas janelas, ou seja lá o que era aquilo. E sob a luz das estrelas, a nave pousou. Pousou no campo abandonado, não que a nave era pequena, como disse, era enorme! Mas o nosso campo abandonado, também era enorme!

                O Campo ficava distante de minha casa, não poderia vez as “criaturas” chegarem. Todavia, meu pai era o prefeito! Ele iria para o local dar boas vindas. E claro, depois, contaria tudo para mim. Esperava ansioso por isso.

                Aquela noite, não consegui dormir, a ansiedade falava muito alto. – “Como seriam as criaturas? Vão ficar aqui por muito tempo? Quando papai voltaria?”, não parava de pensar nisso. – Alguns minutos se passaram.

                Foi então que, escutei um barulho… Uma explosão! O chão estremeceu. Em seguida, barulhos de tiros, não tiros de armas normais, mas não consegui identificar do que seria.  – “Papai!” – apenas corri! Teria acontecido algo a ele? Não, por favor, não…  Corri o mais rápido que podia. Algumas pessoas corriam de um lado pro outro. Estava uma confusão, mal podia andar quanto mais correr por ali.

                Outra explosão! O chão estremeceu novamente. Perdi o equilíbrio e cai, machuquei meu braço, mas não importava! Levantei e continuei correndo. Até que vi, indo na direção contrária ao campo abandonado uma multidão.  – VVRRRRUUUUHHHH – ouvi um som ao longe, nunca tinha ouvido algo parecido. O som se intensificou, e logo, apareceram veículos flutuantes sobre as casas. Tinha cinco metros de comprimento e três de altura. De baixo do veiculo, saiam chamas azuis, jamais tinha visto chamas azuis… Mas as chamas não eram o problema, pois o veiculo era extremamente rápido!

                Adentrei em um beco, peguei um atalho, e logo estaria em frente ao campo. Todavia, um dos veículos apareceu em minha frente. Por puro reflexo, pulei para a viela ao lado. Olhei para trás, e vi uma rajada de luzes acertarem o local onde eu estava. Produziu um som estranho, algo rápido demais para  ser ouvido com atenção.  Mas eu estava num lugar pequeno demais para a “mini-nave”. Eu tinha a vantagem. Apenas corri, de maneira aleatória, sabia que iriam me perder de vista. E o fizeram.

                A nave podia ser vista de longe, continuava bela como antes… Cercada de outras “navezinhas”. Teria que correr mais do que antes. Estava cansado, mas não podia parar. Corri novamente. Um dos veículos me viu aproximar, tomou impulso e veio de encontro a mim. Vi uma das frentes brilharem – “Vão atirar” – não tive muito tempo, apenas continuei. Por sorte, as luzes passam ao meu lado. Tentei tomar distancia, já que o veiculo estava fazendo a curva, para continuar a me perseguir.  Mas perto da li, vi um corpo. Era o corpo de meu pai. Mais uma explosão! Me aproximei do corpo, suas vestes estavam rasgadas, e seu corpo, queimado pelas “luzes”. As lagrimas escorreram enquanto abraçava o corpo sem vida.

                A navezinha maldita deu a volta. Pousou perto de onde eu estava, abriu a “tampa”. – Não precisava abandonar o veiculo, era só atirar. Mas a criatura não estava satisfeita em destruir uma vida, ela precisava mostrar que ela sozinha, seria cabaz de me derrotar… Queria apenas esbanjar seu poder – Era um ser pequeno, de 1,80 metros de altura, tinha uma roupa estranha, era branca, e em sua cabeça, tinha algo como um capacete, ou simplesmente algo redondo e transparente. Ele sacou uma arma, apontou, e atirou… Malditos sejam essas criaturas! Malditos sejam esses “humanos”!

comentários
  1. joão disse:

    da uma revisada ae,tem uns erros gramaticais bem simples.. `-`~
    No mais,belo conto;Não exatamente belo mas enfim.. @_@

  2. Álvaro disse:

    Resumindo… Profundo, muito profundo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s