Acorrentado

Publicado: março 2, 2012 por slyfer052 em poemas
Tags:, , ,

E naquela pequena casa do bosque eu vivia acorrentado. Sempre no canto amarrotado. Da janela apenas observava os pássaros a cantar. Livres a voar.

Eis que então, um dos pássaros veio a mim dialogar. Parecia com pressa, sempre a cantarolar.

– Porque está com essa cara amuada meu caro rapaz¿

Não ousei, mas minha alma se pôs a falar:

– Aqui estou acorrentado, trancafiado nesse lugar!

-Mas não vejo nenhuma corrente a te amarrar – Disse com uma duvida no ar – Venha se divertir conosco, estamos a cantar!

Assim, meu corpo se mexeu finalmente, quebrando as correntes que a muito prendia minha mente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s