Voar por ai

Publicado: janeiro 27, 2013 por slyfer052 em Contos
Tags:, , , , ,

Sai correndo e entrei na cabine telefônica. Lógico, aquilo não impediria a visão de ninguém, mas era o jeito mais fácil. Coloquei minha capa e voei, algumas pessoas me encaravam enquanto outras não, afinal, hoje em dia não é tão difícil ver alguém de terno e capa vermelha voando por ai. Virei algumas esquinas e desviei de alguns toldos e fios elétricos. Era complicado voar, precisava ser ótimo em esquiva além de ser necessário ter habilitação e utilizar normas de segurança e tals, mesmo eu sendo um herói… Poxa… Hm…

Entretanto, não havia tempo para deslumbres. Precisavam de mim! Aliás, ela precisava de mim!­

Cheguei, e pisei firme ao chão. Olhei por sobre uma lata de lixo e lá estava ela, sendo assediada pela besta pútrida de kaikaman, criatura sombria e persistente, que com sua pele verde e escamosa exalava repulsa para alguns, mas não a ela… Que sempre foi tão meiga e gentil… Linda como a mais simples flor, complexa como uma prova de matemática, perfeita. ­

Ele, eu já havia milhares de vezes expulsado da região, mas sempre voltava. Parecia que pedia para apanhar ou algo do tipo.

E ela, sempre a mandei se afastar da besta traiçoeira, todavia nunca me ouviu, sempre dizendo que era tudo um ciúmes bobo de minha parte. Claro, ciúmes, daquilo.

Aham.

Conversaram ali por minutos, mas observei-o em todo o instante com meus olhos entreabertos, fixos. E no menor movimento que ele fizesse para se aproximar de minha querida voaria em sua direção e terminaria com sua raça.

Todavia, não aconteceu… Por sorte da criatura que foi se rastejando para longe. Ótimo, assim ela estará a salvo. Tudo graças a mim, nossa, deveria mesmo largar o escritório e seguir carreira solo como super-herói. Imagine, o quanto não lucraria com camisas estilizadas ou com miniaturas de pelúcia. Abriria filiais pelo mundo todo… Faríamos passeatas em meu nome…

Seria um sucesso!

– Sabia que você é um babaca? – Exclamou ela a minha frente. Mas como ela havia me encontrado se estava tão bem camuflado atrás dessa la…

– Você achou mesmo que eu não iria te ver atrás dessa lata de lixo? – hm…

Ela ficava muito linda quando brava, com suas sobrancelhas acentuadas e rostinho de decepção!

– Até quando vai continuar com isso?

Fiquei imóvel por segundos ainda analisando sua pele branquíssima e seu vestido de flores…

– hein?

Chacoalhei minha cabeça, como que recobrando minha consciência e respondi enquanto ajeitava meu cabelo:

– Bem, isso depende. Estarei presente sempre que você estiver em perigo – Olhei distantemente fitando o horizonte com meu peito estufado.

– Sério, você tem que parar com isso! – esbravejou.

– Você sabe que, sempre farei tudo para lhe proteger.

– Não fale assim! – Ela girou e caiu em meus braços – Sabe que não preciso de você…

– Não?

Nossos rostos se aproximavam lentamente, enquanto nossos olhos já se fechavam. Conseguia sentir seu pulsar se acelerando lentamente, seus lábios grossos quase encostando os meus…

Mas aí.

O telefone tocou.

– Alô?

Era ela.

– Ah, já to indo pra ai!

E pronto, minha imaginação foi voar novamente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s