Aquilo

Publicado: fevereiro 12, 2013 por slyfer052 em Contos
Tags:, , , , , ,

Os dois juntos tiveram grandes momentos, mas não quando pequenos.

– …

– …

O início se fez na adolescência, quando a vida começa a ter mais vida! Quando as idéias e vontades correm a mil.

– Quer namorar comigo?

– Depende, qual sua operadora?

Entretanto, apesar da relação boba, os laços se efetivaram e tudo aquilo se tornou algo mais forte.

– Lírios? Porque não me comprou rosas?

– Você só reclama também né…?

Inclusive, forte o suficiente para lhes acorrentar.

– Lua de mel no Nordeste?

– Nãaaaao reclamaaáa…!

E no fim, uma família tornar.

– Cadê a Julia?

– Sei lá, não tava com você?!

O tempo porém, é complicado, inexplicável, irônico, tonto. Tão tonto, mas tão tonto que algumas coisas tornam-se tão normais que simplesmente se perdem…

– Você lembra de quando nos conhecemos?

– … Nossa, eu não me lembro.

– Pois é, eu também não consigo me lembrar…

– …

– …

– … Mas você sabe que ainda te odeio, né?

– Sei, eu te amo também.

… Se perdem, mas aquele sentimento nunca se foi.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s