Posts com Tag ‘o mundo’

O meu dia

Publicado: outubro 10, 2015 por slyfer052 em cronicas
Tags:, , , , , , , ,

– Se vocês ligarem pra mim mais uma vez eu processo todos vocês! Tá me ouvindo?! – Claro que estou, senhor Luiz.

O meu dia é o senhor Luiz. Ele não sabe sobre cobrança, sobre pagamentos ou qualquer coisa do meu emprego.Também não sabe sobre o contrato que assinou. Ou até da divida de 5 mil reais que ele fez com o banco. Ele não sabe de nada.

– Não me lembro disso, não – Foi o que sua voz rouca e arrastada disse a primeira vez.

O meu dia é o senhor Luiz. Ele é um alcoólatra após as 18, xinga o juiz do futebol, e bate na esposa e os filhos. Ela quer o divórcio mas não tem para onde ir. Seus filhos choram todos os dias. Para ele não tem nada de errado nisso, afinal o homem é que manda na casa. E o que ele tiver vontade de fazer, ele o fará.

– Você não tem interesse em quitar a dívida que fez?

O meu dia é o senhor Luiz. Ele nunca serviu o exército ou teve qualquer treinamento, mas sabe como sair na mão com quem quer que seja. Ele não se deixa ser humilhado fácil. Sua mão cheia de graxa acertaria meu rosto antes deu pensar em desligar o telefone.

– Se você me ligar mais uma vez, só mais uma seu desgraçado. Eu te mato!

O meu dia é o senhor Luiz. Ele não faz ideia que existem outros vários Senhores Luiz por todo meu dia. E que meu corpo cheio de cicatrizes já não doem mais como antes. A morfina eu bebo todo dia de manhã – Um expresso, por favor – O senhor Luiz é um filho da puta.

O meu dia é o senhor Luiz.

O desonhar

Publicado: março 24, 2013 por slyfer052 em Contos
Tags:, , , , , ,

Querido Papai Noel, sei que não pode me dar muito, minha mãe sempre diz que o senhor não é muito rico, então não poderia comprar o que eu quero. Mas mesmo assim, eu queria muito uma bicicleta! Por favor, mas se não der tudo bem, pode ser uma boneca. E um beijo pra você e pra todas as renas que te ajudam.

            ASS: Cassie Sevier                                              7 anos             Quesnel, Canadá

 

– Hihihi, essa merece carvão… – dizia a criatura pequena que esfregava as mãos de forma maligna, se é que existe forma maligna para isso.

– hohoho, disse alguma coisa Lelmin?

– Ahh… Não, não seu Noel, só estava te ajudando lendo algumas cartas e separando as crianças boas das más.

– Muito obrigado pela sua ajuda Lelmin, creio que assim eu termino de ler as cartas muito mais rápido! Hohoho!

Então, a criatura miúda com um sorriso no rosto continuou, assinalando Cassie como uma criança má. “Hihihi, Quem mandou esquecer dos elfos?”, disparou Lelmin em pensamento, quase não contendo o riso.

– Rindo do que Lelmin?

– Não, nada… – “hihihi”

E assim, Cassie ganhou carvão no natal, perdeu sua fé no bom velhinho… E parou de sonhar.

Nossa existencia

Publicado: agosto 15, 2012 por slyfer052 em Contos
Tags:, , , , , , , ,

– Vamos?  -Ela perguntava com aquele sorriso bobo e os olhos de maquiagem manchada.

Estávamos longe de todos, longe de tudo. A oferta mexia comigo e com meu ser desesperado e curioso. Ao mesmo tempo, era simples demais e eu queria algo mais! Mais complexo! Maior! Melhor!

Ela dizia que seria o ideal para nós dois.

Estava perplexo com tudo, confuso, e perdido… Mas não sei porque, tranquilo. Talvez por estar com ela e a mesma me acalmar só em estar diante de mim, ou talvez por estar chegando o momento da decisão. Entretanto, a proposta ainda me indagava, me segurava, trancava a alma.

Eu queria, mas temia…  Seria algo surreal!

Perfeito.

Talvez fosse a melhor coisa da minha vida, da nossa. E Talvez – Me deixei ir – não devesse perder essa chance…

– Vamos? – Ela perguntou novamente rindo de minha quietude…

Não pronunciei uma palavra, apenas sorri, ela compreendeu de imediato e nos beijamos. Nenhum sentimento ou preocupação se formou em minha mente. Estava em paz comigo e com o mundo.

Então, de mãos entrelaçadas demos um passo, o passo mais lento de toda minha vida.

Caímos, e nossa existência se foi para sempre.